Confiemos Alegremente

"Regozijai-vos sempre" – Paulo (I Tessalonicenses, 5:16.)

Lembra-te das mercês que o Senhor te concede pelos braços do tempo e espalha gratidão e alegria onde estiveres...
Repara as forças da Natureza, a emergirem, serenas, de todos os cataclismos.
Corre a fonte cantando pelo crivo do charco...
Sussurra a brisa melodias de confiança após a ventania destruidora...
A árvore multiplica flores e frutos, além da poda...
Multidões de estrelas rutilam sobre as trevas da noite...
E cada manhã, ainda mesmo que os homens se tenham valido da sombra para enxovalhar a terra com o sangue do crime, volve o Sol, em luminoso silêncio, acalentando homens e vermes, montes e furnas.
Ainda mesmo que o mal te golpeie transitoriamente o corarão, recorda os bens que te compõem a riqueza da saúde e da esperança, do trabalho e do amor, e rejubila-te, buscando a frente...
Tédio é deserção.
Pessimismo é veneno.
Encara os obstáculos de ânimo firme e estampa o otimismo em tua alma para que não fujas aos teus próprios compromissos perante a vida.
Serenidade em nós é segurança nos outros.
O sorriso de paz é arco-íris no céu de teu semblante.
“Regozijai-vos sempre” – diz-nos o apóstolo Paulo.
E acrescentamos:
– Rejubilemo-nos em tudo com a Vontade de Deus, porque a Vontade de Deus significa Bondade Eterna.

Emmanuel
Palavras de Vida Eterna, cap. 50